blank

Over 10 years we helping companies reach their financial and branding goals. Onum is a values-driven SEO agency dedicated.

CONTACTS

Os segredos da instalação de uma tubulação de nitrogênio

Usado em larga escala em indústrias de diversos segmentos, o gás nitrogênio pode ser considerado um dos protagonistas no setor de petróleos e gases. Ele flui para o usuário através de uma tubulação, que é instalada especificamente para esse fim. É importante que tal sistema siga todas as normas de segurança necessárias, de modo a garantir um bom funcionamento e evitar acidentes por vazamento.

Quanto à disposição, ele pode chegar ao local de aplicação em sua forma líquida ou gasosa, ou ainda passar pelo processo de filtração a partir de uma membrana de nitrogênio. As temperaturas e pressões também podem variar de acordo com a sua utilização. É por isso que contar com uma empresa especializada na instalação do serviço é essencial.

Quer saber mais sobre a instalação da tubulação de nitrogênio? Preparamos abaixo um artigo especial sobre o assunto. Acompanhe!

PRECISA DE INSTALAR UMA TUBULAÇÃO DE NITROGÊNIO? FALA CONOSCO

O que é o gás nitrogênio?

O nitrogênio é um gás inerte, inodoro, incolor e insípido, que pode ser obtido da natureza a partir da destilação fracionada do ar liquefeito. Trata-se de um elemento químico de alta eletronegatividade e que se apresenta de forma gasosa nas condições normais de temperatura e pressão. Ele pode ainda ser considerado um subproduto da produção do oxigênio, aplicada tanto na indústria quanto na medicina.

Refrigeração para criogenia, abastecimento de combustível para foguetes, conservação de células reprodutivas, explosivos e medicina nuclear são apenas alguns exemplos de setores nos quais esse elemento costuma ser bastante útil. Para se ter uma ideia da sua ampla utilização, considere que ele é empregado até mesmo na agricultura, muitas vezes após passar por processos de decomposição e industrialização.

Também conhecido como azoto, o nitrogênio foi identificado pela primeira vez em 1772, como um dos componentes do ar atmosférico. Nessa ocasião, descobriu-se a possibilidade de separá-lo dos demais gases. É possível considerá-lo como o sétimo elemento mais abundante no Sistema Solar e dele derivam o amoníaco, o ácido nítrico e alguns cianetos.

Por todas essas suas propriedades, o gás é ainda aplicado na fabricação de tecidos, como kevlar, alguns antibióticos e certos medicamentos que visam o controle da pressão arterial e da dor. No corpo humano, está presente no interior de algumas células. Para processos industriais e medicinais, retira-se o componente da atmosfera, aplica-se os processos necessários e realiza-se o envasamento em cilindros especiais, que também devem seguir a certos requisitos de segurança contidos em normas técnicas.

Quais são as formas de utilização do nitrogênio em tubulação?

tubulação de nitrogênio

Como dissemos, o nitrogênio é amplamente aplicado e chega aos usuários através de tubulações. Entretanto, tal processo pode seguir caminhos um tanto distintos. Para você entender melhor, listamos abaixo algumas das principais formas de aplicação do gás por tubulação.

Purga e deslocamento de nitrogênio

Durante paralisações e manutenções, pode ser necessário manter um fluxo constante de nitrogênio. Nem sempre, essa capacidade é conseguida, o que leva à necessidade da purga de nitrogênio, cujo principal objetivo é deslocar ou diluir o produto (são esses seus dois principais mecanismos de funcionamento), ao mesmo tempo que purga e inertiza as tubulações. Tais equipamentos podem ser desenvolvidos e aplicados de acordo com a necessidade de utilização. Quer um exemplo? Embora o deslocamento seja a forma mais fácil de ser obtida e a de menor custo, há casos nos quais a complexidade do sistema faz com que a diluição se torne necessária.

Secagem e preservação do nitrogênio

O nitrogênio, em sua forma criogênica, possui traços muito discretos de umidade, o que permite a sua utilização para o processo de secagem. Quando aplicado a altas temperaturas, o tempo necessário se torna significativamente menor se comparado a outros caminhos. Além disso, sua atmosfera inerte conserva a secagem por mais tempo, após sua conclusão. Cria-se assim um ambiente onde a oxidação é reduzida e a pressurização se torna possível.  

Teste de pressão com nitrogênio

O teste hidrostático pode não ser possível em todas as situações. Há circunstâncias nas quais o processo se dá a partir da utilização do nitrogênio. Vale lembrar que tal questão pressupõe uma avaliação prévia, com análise e reconhecimento de todos os riscos envolvidos ao longo do procedimento.

Inertização da espuma do nitrogênio

Sistemas que utilizam hidrocarbonetos demandam cuidados especiais, e a inertização da espuma do nitrogênio pode se tornar uma saída eficaz nessas ocasiões. A espuma é aplicada ao longo de toda a tubulação, de modo a produzir inércia total. Na hora de reverter o processo, normalmente utiliza-se água ou nitrogênio em sua forma gasosa.

Arrefecimento por nitrogênio

Há períodos nos quais a redução de temperatura dos catalisadores se faz necessária. Quando esse processo precisa ocorrer de forma rápida e eficaz, grandes volumes de nitrogênio podem ser bombeados, evitando que horas de desligamento sejam necessárias para chegar aos resultados desejados.

Congelamento por nitrogênio

O nitrogênio pode ainda ser aplicado como gás refrigerante, desde que a tubulação seja compatível com sua forma utilizada para tal finalidade. Trata-se de uma forma de reduzir os custos e o tempo de operação, já que, nesses casos, os desperdícios são minimizados e a drenagem não se faz necessária.  

Detecção de vazamentos

Combinado com o gás hélio, o nitrogênio pode ser utilizado para detectar vazamentos em sistemas específicos. A mistura é pressurizada no interior do sistema, o que facilita a identificação, localização e quantificação dos vazamentos presentes. Trata-se de uma forma inteligente de testar um sistema, antes da inserção de produtos voláteis.

Como é a instalação de nitrogênio medicinal?

A instalação de nitrogênio começa pela central. Aliás, estamos falando de um gás que não trabalha sozinho: ele é parte do sistema de gases medicinais presentes em estabelecimentos de saúde. Assim, a central de gases deve acomodar a todos os cilindros, com os diferentes gases utilizados, além de tanques, válvulas e registros, que controlam o fluxo de abastecimento às instalações hospitalares.

Essa central deve ficar em local seguro, conforme estabelecido legalmente, para evitar acidentes e contaminação dos fluídos. A partir dela, o gás flui por tubulações, que o conduzem até as instalações hospitalares, onde ficam as réguas de gases. Elas contam com diversas saídas, cada uma identificada corretamente de acordo com o componente.

É dali que se seguem as mangueiras e outros componentes específicos, até que tais fluídos cheguem aos pacientes. Vale lembrar que todo o sistema precisa seguir às normas de segurança que se aplicam a ele. Isso garante uma conformidade com a legislação, além da segurança e saúde de pacientes e colaboradores.

Quais as formas de utilização do nitrogênio em laboratórios?

O nitrogênio também pode ser utilizado na área da saúde. Os laboratórios que o digam. Células orgânicas necessitam conservação para que os resultados das análises clínicas sejam, de fato, condizentes com a realidade. Temperatura, umidade e incidência de oxigênio são fatores que podem alterar drasticamente as características das células. Nesse caso, a aplicação do nitrogênio permite a criação de um ambiente onde tais fatores podem ser controlados. É assim que as fertilizações in vitro se tornam possíveis, por exemplo.

Por essa razão, há laboratórios que contam com geradores de nitrogênio, no lugar dos famosos cilindros. Dessa forma o processo ocorre de maneira mais rápida e eficaz e é possível reduzir as despesas com manutenção e consumo de energia. Entretanto, em tudo o que envolve montagem de sistemas que atuam com nitrogênio, é importante considerar os investimentos necessários para obter qualidade e segurança.

Quais a normas para a instalação de nitrogênio?

Segundo a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), a NBR 12188 versa sobre os sistemas de gases medicinais. Ela determina características necessárias às diversas vertentes do sistema, de modo que ele se constitua seguro para todos os envolvidos. Além disso, há descritivos de parte a parte do sistema.

Estamos falando somente da principal norma referente ao tema, mas é claro que podem existir outras complementares que você também precisa consultar. É aí que um serviço profissional se faz necessário. Pessoas habilitadas têm conhecimento de toda a legislação referente ao tema e pode orientá-lo, do início ao fim, quanto à instalação do seu sistema.

Como ter acesso a essa instalação?

Pode ser que você esteja se perguntando a respeito de como instalar o nitrogênio de forma segura. O melhor caminho é recorrer a uma empresa de engenharia especializada, capaz de acompanhá-lo durante todo o processo de instalação, e mesmo após essa etapa. Lembre-se de que é possível contar com esse sistema tanto se você estiver ainda em fase de construção do estabelecimento de saúde quanto se necessitar apenas da inclusão do nitrogênio em sua central de gases.

Pode ser que você já conte com outros gases instalados e deseje apenas incluir o componente. E não há problemas em contratar uma empresa diferente da que já realizou parte do seu serviço. Também há casos de clínicas que já têm a instalação de nitrogênio em funcionamento, mas precisa de alguém que realize as manutenções periódicas. Elas são importantíssimas e devem ser seguidas à risca, de modo a evitar problemas inesperados no sistema, que trariam grandes riscos.

Além disso, a assistência técnica é fundamental. As manutenções minimizam significativamente os riscos de problemas, mas não os eliminam totalmente. Dessa forma, se o pacote escolhido incluir esse item, isso significa que você terá a quem recorrer caso suspeite que há algo errado.

Para quem vai iniciar o sistema do zero, o recomendado é procurar uma empresa que permita passar por todas essas etapas. Assim, você terá a vantagem de lidar com profissionais que conhecem a fundo o seu sistema, o que facilita a identificação de possíveis problemas e as modificações que possam se fazer necessárias no futuro.

Que tal conhecer a Engethink e ter a certeza de que o seu sistema estará em boas mãos, independentemente da fase na qual você se encontra?

Por que contratar a Engethink para instalar sua tubulação de nitrogênio?

Você, que necessita da instalação de sistemas de tubulação de nitrogênio, pode estar com dificuldades em encontrar uma empresa para realizar o trabalho. Nós, da Engethink podemos ajuda-lo nessa questão. Trabalhamos com responsabilidade, prezando sempre a qualidade e segurança dos nossos clientes. Nossos profissionais altamente qualificados avaliam, junto com você, a real necessidade da sua empresa. Assim, contamos com soluções desenvolvidas especificamente para cada demanda.

A instalação de tubulação de nitrogênio é um processo que demanda cuidados. Contar com uma empresa qualificada é a melhor forma de garantir a eficiência e segurança em seu funcionamento.

Está a procura dessa qualidade? Então entre em contato conosco e conheça nossos serviços!

PRECISA DE INSTALAR UMA TUBULAÇÃO DE NITROGÊNIO? FALA CONOSCO

Matérias Atualizadas Redigidas por Especialistas

Blog - Engethink

Compartilhar nas Redes Sociais

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email