blank

Over 10 years we helping companies reach their financial and branding goals. Onum is a values-driven SEO agency dedicated.

CONTACTS

NBR 15526 para seu sistema de gás residencial

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é responsável por desenvolver normas que zelam pela qualidade e segurança de produtos e serviços de diversas categorias. Existem normas sobre os mais variados assuntos e, provavelmente você já tenha ouvido falar em alguma relacionada ao seu segmento. Hoje, conheceremos a NBR 15526, que versa sobre a instalação de gases residenciais.

Trata-se de um trabalho que demanda profissionalismo e responsabilidade, já que estamos falando em combustíveis. Vazamentos ou problemas nessas redes podem levar a explosões e outros tipos de acidentes. Por essa razão, os materiais e processos de instalação devem estar todos em conformidade com o que essa e outras normas determinam.

Quer entender melhor a NBR 15526? Acompanhe abaixo nosso artigo especial sobre essa importante parte da legislação.

NBR 15526

Que tipos de serviços estão inclusos na NBR 15526?

A NBR 15526 engloba a instalação de gases combustíveis em residências, comércios, e quaisquer outros tipos de locais onde há fogões, aquecedores, lavadoras, secadoras ou afins, que necessitam de abastecimento a gás para funcionar corretamente.

Ela assegura que o projeto seja realizado por pessoa habilitada e que se realizem todos os testes necessários antes de colocar o sistema em funcionamento. É claro que essa fase de testes também envolve a emissão de laudos comprobatórios de que realmente as instalações estão em conformidade com o exigido por lei e não apresentam problemas que comprometam seu funcionamento.

A norma também determina que se realizem inspeções periódicas, de modo a verificar se a tubulação, as válvulas, os dispositivos e outros componentes não apresentam obstruções ou outras intercorrências. Um sistema seguro passa por todas essas etapas e, portanto, não coloca seus usuários em risco.

Quais os materiais necessários para a instalação do sistema?

Diversos componentes, que garantem a harmonia do todo formam um sistema de gás residencial. Dentre os principais, podemos citar os tubos de cobre, pelos quais fluem os gases. Existem normas específicas da ABNT que versam sobre a matéria-prima e a pressão de trabalho dos tubos e, antes de adquirir qualquer material nesse sentido, é necessário verificar se existe essa conformidade.

Também, há as conexões em aço forjado ou ferro fundido, as mangueiras flexíveis (utilizadas na parte final do sistema), válvulas e reguladores de pressão, medidores, manômetros, filtros, e outros dispositivos menores. Dessa forma, vale lembrar que todos eles são necessários para garantir o correto funcionamento do sistema e devem seguir às normas regulamentadoras individuais específicas.

Que aspectos técnicos considerar?

Primeiramente, é necessário fazer um levantamento de consumo, determinar o tipo de gás que vai utilizar, verificar a pressão necessária para o funcionamento da rede, bem como a vazão dos aparelhos presentes. Todos esses aspectos são de suma importância para a segurança dos usuários.

A NBR 15526 também determina os parâmetros para realizar tais cálculos. Em seguida, observa-se as possibilidades de instalação da tubulação, levando-se em conta o espaço disponível. Dessa forma, é possível desenvolver um projeto e reproduzí-lo à risca no físico, prática fundamental para que as futuras manutenções e possíveis modificações não se comprometam.

Quais as características intercambiáveis para cada tubulação?

As tubulações para gás podem ser aparentes (que só podem ser instaladas em espaços abertos, já que o ambiente confinado pode favorecer o acúmulo de gás em caso de vazamento), alojadas em tubo-luva (que são dutos ventilados, por onde os tubos devem passar em ambientes subterrâneos), embutidas (que passam por lajes, vigas e paredes) ou enterradas (localizadas sob o solo).

Além disso, o caminho percorrido por cada tubulação é único, o que faz variar a quantidade de cada dispositivo, o comprimento dos tubos e a localização da central de gases. O engenheiro responsável por realizar o seu projeto e instalação, vai fazer uma avaliação de tudo isso, a partir de um trabalho personalizado.

Quais as medidas de segurança necessárias para a tubulação?

Os abrigos onde se encontram os medidores precisam oferecer facilidade no acesso. Além de facilitar a verificação, trata-se de uma medida que permite o fechamento em caso de emergência. Além disso, devem se localizar onde há ventilação ou porta anti-vazamento.

Alguns dispositivos de segurança, com as válvulas de alívio e de bloqueio têm grande importância para manter a pressão de trabalho do sistema sob controle. Para os tubos aparentes, é necessário colocar barreiras de proteção para evitar choques, além de tomar medidas anti-corrosão. Além disso, toda a rede deve ser identificada através de cores e sinalizações específicas.

O responsável pela instalação deve realizar o ensaio de estanqueidade, passo a passo, conforme especificado na NR 15526. Dessa forma, evita-se problemas assim que o sistema inicia suas operações. Também, é importante realizar as manutenções periódicas, e fazer uma verificação quanto à existência de vazamentos sempre que necessário.

Caso seja preciso substituir o tipo de gás utilizado na rede, é importante esvaziar todo o sistema (descomissionamento) e recomissioná-lo com o novo combustível que se vai aplicar. Pode ser que você precise realizar ajustes de vazão e pressão nesses casos e para isso deve seguir a todas as normas presentes.

Quem pode realizar a instalação do sistema nesses padrões?

Em síntese, para realizar a instalação do seu sistema de gases residenciais, é importante contratar uma empresa de engenharia especializada. Ela deve ter registro no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) da sua cidade e contar com ao menos um engenheiro responsável em seu quadro de funcionários.

Isso porque tais profissionais têm o conhecimento técnico necessário para seguir adequadamente a NR 15526 e as demais normas inerentes à categoria. Assim, é esse profissional que vai orientá-lo quanto a aquisição dos materiais necessários e ao passo a passo para iniciar a utilização do sistema com segurança e eficiência.

Um bom sistema de gases é aquele que passa por projeto, instalação, testes e está sempre em dia com as manutenções periódicas. Além disso, uma empresa que ofereça assistência técnica em caso de emergência tem um importante diferencial que deve ser considerado.

Agora que você já conhece um pouco da NBR 15526, você precisa de uma empresa como a RW Engenharia para fazer o projeto e instalação do seu sistema. Lembre-se de que a legislação existe para garantir a segurança e integridade de todos os usuários do sistema.

E você? Tem alguma dúvida sobre a norma NBR 15526? Deixe seu comentário abaixo que responderemos assim que possível.

blank

Matérias Atualizadas Redigidas por Especialistas

Blog - Engethink

Compartilhar nas Redes Sociais

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn
Telegram
Email